O Moto Club

Em meados de 98/99, um grupo de amigos em busca de emoção e aventura, passaram a se reunir periodicamente e a realizar passeios coletivos cada vez mais freqüentes aos principais pontos turísticos da região oeste do Rio Grande do Norte.

Embalados pelo espírito de irmandade e companheirismo, pela sensação de liberdade, um grupo considerável de motociclistas passaram a integrar o moto clube, aumentando quantitativa e qualitativamente o ciclo de amizade, e, acima de tudo, o sentimento de companheirismo e de liberdade.

Foi exatamente dentro desse sentimento que no dia 18 de agosto de 1999, de fato e de direito, surgiu a Associação Motociclística Carcarás do Asfalto.

Hoje, o grupo organizado, com estatuto próprio e com uma Diretoria atuante, garante a continuação dessa idéia de liberdade, organizando eventos, passeios e participando de encontros em várias cidades vizinhas e de outras regiões do Brasil.

O Moto Clube Carcarás do Asfalto tem como objetivos e prática, além dos acima destacados, unir a paixão pelo motociclismo e não discriminar nenhuma marca ou modelo de motocicleta. Uma prova inconteste de tal afirmativa é que nos seus quadros têm motos das marcas Kawasaki, Honda, Yamaha, Suzuki entre outras. Importante ressaltar, também, que não há discriminação de idade, estado civil, raça, credo religioso ou condição social. Neste aspecto, ressalte-se, exige-se tão somente o respeito mútuo às leis de trânsito, que são de fundamental importância para a segurança individual e das pessoas em geral.

O Carcarás do Asfalto, busca fazer com que seja reconhecido e respeitado como uma continuação das famílias de cada sócio, contribuindo mutuamente em prol de uma associação cada vez mais forte.

A atuação do moto clube, ressalte-se, não visa rendimentos financeiros para si ou para os sócios, uma vez tratar-se de uma associação sem fins lucrativos.

Por fim, destacar que todos os seus sócios têm como obrigação primordial, fazer com que o CARCARÁS DO ASFALTO seja um moto clube grande, não no sentido de número de integrantes, mas (e principalmente) no sentido de QUALIDADE... afinal, é para este grupo que levamos nossas esposas, filhos, amigos, companheiras e namoradas.